Máquinas de exercício – Reflexão em torno da sua validade enquanto instrumento funcional

PT Meeting Center

O Exercício Físico, tanto em forma como em conteúdo será sempre um reflexo da sociedade. Assim, não se pode descurar a influência das tendências metodológicas nas tomadas de decisão do profissional Técnico de Exercício Físico (TEF). Como tal, a demonização ou glorificação dos métodos e instrumentos de treino poderá, não raras vezes, consistir num conjunto de enviesamentos que, não são mais do que manifestações da fragmentação metodológica da profissão. As máquinas de exercício, tão vulgares em ginásios, são na realidade um instrumento muito mais complexo do que a sua aparência pode inicialmente suscitar. A sua conceção, quando de qualidade, implica um vasto conhecimento da fisiologia humana e das variáveis físicas que a condicionam. Assim, julgamos ser relevante considerar alguns aspetos da sua conceção e da intrincada relação biomecânica quando um corpo nela se integra.